Como classificamos os jogos

O PEGI usa um conjunto único de critérios para determinar a classificação etária de um videojogo, mas existem dois procedimentos de classificação diferentes que são adaptados às necessidades de diferentes modelos de negócios:

Utilização do método tradicional de verificação de pré-lançamentos:

  • todos os jogos em formato de disco para a Microsoft Xbox;
  • todos os jogos (de download e embalados) para a Sony PlayStation;
  • todos os jogos em formato de disco ou cartucho para a Nintendo Wii U e para a Nintendo 3DS;
  • a maioria dos jogos para PC (de download e embalados).

Muitos jogos para consolas e para PC ainda são lançados como um produto físico e vendidos em lojas de retalho. Para garantir que estes jogos apresentam a classificação etária correta na embalagem, é crucial seguir um procedimento rigoroso:

  1. Antes do lançamento, os editores preenchem um formulário de avaliação do conteúdo para cada versão do produto. Este questionário pede informações sobre o conteúdo do produto, averiguando a possível presença de cenas de violência, sexo, linguagem imprópria e outros conteúdos audiovisuais que possam ser considerados como não sendo adequados para todas as idades.
  2. Com base nas respostas do editor, o sistema de classificação on-line do PEGI determina automaticamente uma classificação etária provisória com descritores de conteúdo.
  3. Os administradores do PEGI recebem o jogo do editor e analisam minuciosamente a classificação etária provisória. O NICAM está encarregue dos jogos com classificação 3 e 7, enquanto o VSC analisa as classificações 12, 16 e 18.
  4. Dependendo da análise, os administradores aprovam ou alteram a classificação provisória, e o PEGI entrega uma licença ao editor para a utilização do ícone de classificação etária e do(s) descritor(es) de conteúdo relevante(s).
  5. O editor fica então autorizado a reproduzir o logótipo de classificação etária e o(s) descritor(es) de conteúdo na embalagem ou no ponto de venda digital em conformidade com as Diretrizes de Rotulagem e o Código de Conduta do PEGI. 

Este método tradicional não é praticável para as lojas puramente digitais que disponibilizam milhares de novos produtos que entram no mercado (e ainda mais produtos atualizados ou alterados) diariamente. Uma solução mais rápida e expansível, com a possibilidade de responder rapidamente a alterações ou erros, foi encontrada no IARC:

    Utilização de verificação pós-lançamento para produtos digitais:

    IARC logo

    O sistema IARC é usado atualmente para:

    • todos os jogos e aplicações no Google Play (para dispositivos Android, desde a primavera de 2015);
    • todos os jogos e aplicações na Microsoft Windows Store (para PC Windows, smartphones e tablets, desde dezembro de 2015);
    • todos os jogos e aplicações na Nintendo eShop (desde dezembro de 2015);
    • todos os jogos e aplicações na Oculus VR Store (desde janeiro de 2017).

    Milhares de novos jogos e aplicações para smartphones, tablets, PC ou consolas são lançados todos os dias em lojas digitais. O IARC, uma coligação de autoridades de classificação da Europa, Austrália, Brasil, América do Norte e Coreia do Sul, tem como objetivo fornecer uma solução para este mercado globalizado de jogos digitais (de download, aplicações e jogos on-line).

    Em vez de terem de administrar os seus próprios sistemas de classificação, as lojas e plataformas podem usar as normas estabelecidas, respeitando os requisitos de classificação de conteúdo que são legalmente obrigatórios em determinados países. Os produtores deixam de ter de passar por vários processos para obterem classificações para os diferentes territórios e lojas. E os consumidores beneficiam de um conjunto consistentemente aplicado de classificações de confiança que lhes é familiar e que reflete as suas diversas sensibilidades locais sobre o conteúdo e a adequação etária.

    Em termos de metodologia, o IARC é concebido como um procedimento mais flexível e adaptável que pode lidar com o grande número de novas aplicações e atualizações de aplicações:

    1. Um editor envia um jogo ou uma aplicação para uma loja para uma versão digital. Como parte integrante desse procedimento de submissão, o editor tem que preencher o questionário IARC, que é um conjunto de perguntas sobre o conteúdo do produto e dos seus elementos interativos. O questionário combina os critérios de classificação dos conselhos de classificação participantes.

    2. Após a conclusão do questionário, o editor recebe de imediato uma licença com as classificações etárias dos conselhos de classificação participantes. O processo de classificação é gratuito. Assim que o jogo ou a aplicação for lançado(a), a classificação etária adequada será exibida na loja.

    3. Os administradores dos conselhos de classificação do IARC trabalham em conjunto para fazerem uma verificação transversal rigorosa de todas as classificações. São aplicadas uma variedade de táticas, incluindo pesquisa por palavra-chave, verificações dos principais downloads, pedidos de editores e consumidores, entre outras, para garantir que as classificações etárias são aplicadas corretamente. Em caso de erro, a classificação etária incorreta pode ser alterada muito rapidamente.